Entretenimento E Notícias

Dentista sádico acusado de torturar crianças com este dispositivo

Dentista sádico acusado de torturar crianças com este dispositivoescritor

Ter medo de ir ao dentista não é um medo irracional; é uma resposta perfeitamente lógica ao abuso físico e mental.



Na Geórgia, alguns pais ficam indignados com o uso de um dispositivo de restrição, chamado de placa de papoose , em seus filhos, enquanto na Flórida, um dentista pediatra foi acusado de tortura, sufocando seus pacientes infantis e realizando procedimentos dolorosos sem anestésicos por décadas.



A placa de papoose é uma placa de estabilização médica temporária que limita o movimento do paciente.

É usado para diminuir o risco de lesões e, ao mesmo tempo, permitir a conclusão segura do tratamento.

meditação de remoção de cordão

RELACIONADO: 5 razões para NÃO namorar um D.I.L.F (e mais 5 razões pelas quais você deveria)



Não existem regras, leis ou regulamentos sobre quando os dentistas podem usar restrições. Alguns preferem usar essas restrições para pacientes inquietos em vez de usar anestesia geral, que também apresenta riscos.

Em alguns países como o Reino Unido, o tabuleiro de papoose está proibido e considerada uma violação grave da ética.

O pai James Crow disse que quando levou sua filha, Elizabeth, para arrancar o dente da frente dela na Smiles-R-Us em Carrollton, Geórgia, um dos dispositivos foi usado.



Crow, que não tinha permissão para entrar na sala de exames, estava esperando por sua filha junto com sua mãe quando ouviram gritos.

amor e comida

James correu para a sala de exames apenas para encontrar sua filha sozinha e no tabuleiro de papoose.



- Não pude ver meu filho no saco de cadáver apenas amarrado à cama. Eu não consegui lidar com isso ', disse o Corvo.

RELACIONADO: Conselhos de amor para pais solteiros e aqueles que namoram

como são os anjos?

A mãe de Crow descreveu o estado de sua neta, dizendo: 'A filha dele estava assustada. Eu tive que carregá-la, ela estava tremendo muito. '



Foto: WSB-TV

'A estabilização protetora, com ou sem um dispositivo restritivo, realizada pela equipe odontológica requer o consentimento informado de um dos pais. A assinatura dos pais em um formulário de consentimento não deve impedir uma discussão completa do procedimento, 'as diretrizes do Academia de Odontopediatria dizer.

Crow diz: 'A única coisa que eles disseram foi que iriam colocá-la no gás hilariante'. Aparentemente, quando o dentista Dr. Jamey Chang foi questionado sobre as restrições, ela disse que Elizabeth não queria cooperar, então eles usaram a prancha de papoose.